Concurso 3

Entidades coletivas
que incorporem as
Indústrias Criativas

Candidaturas Submetidas
As candidaturas decorreram de 1 de Março a dia 30 de Abril, 2018
Consulta o regulamento aqui >

OBJECTIVO

Este Concurso pretende valorizar as entidades coletivas que não se enquadram nas Indústrias Criativas como atividade económica principal, mas incorporam nas suas atividades/produtos/serviços uma ou mais áreas das indústrias criativas como forma de potenciar e valorizar as suas propostas de valor, quer seja ela empresarial, social ou outra.

QUEM PODE CONCORRER?


Entidades coletivas, com sede na região, cuja atividade económica principal não pertença às áreas das Indústrias Criativas.

A incorporação das Indústrias Criativas na empresa deve apresentar resultados entre 2015 até à abertura do presente Concurso.

Processo de avaliação das candidaturas

A avaliação deste Concurso decorre em 3 fases:

1º Fase de Aceitação - a equipa técnica verifica e valida a elegibilidade da candidatura à Categoria selecionada, sendo anunciado no site do Concurso as candidaturas aceites.

2º Fase de Seleção – o júri vota e seleciona as 5 candidaturas mais votadas (finalistas).

- O vencedor será anunciado na Gala de Premiação.

- Caso o júri considere que exista base para tal distinção, poderá haver a atribuição de uma menção Honrosa, que será atribuída a um dos 5 finalistas.

Prémios
Concurso 3

Entidades coletivas
que incorporem as
Industrias Criativas


Vencedor
- Diploma de Melhor Ideia Criativa em cada categoria
- Troféu Melhor Ideia Criativa
- Participação em campanhas de comunicação a promover pelo Douro Creative Hub (rádio e jornal)

Menção Honrosa
- Diploma Empresa Criativa

Alguns exemplos elegíveis

Tenho uma quinta produtora de vinhos em Peso da Régua com uma adega experimental que tenho vindo a dinamizar com visitas guiadas e provas. Poderei concorrer com estas atividades ao Prémio?

A atividade principal da empresa não se enquadra numa das atividades económicas das Indústrias Criativas, no entanto a empresa incorpora as visitas guiadas e provas na sua atividade principal que se enquadra no setor do turismo – atividade das Indústrias Criativas (ver nº 4 do Artigo 3 do Regulamento do Prémio), podendo, por isso, concorrer ao Concurso 3.

Sou proprietário de uma farmácia em Alijó e, em 2017, para atrair mais clientes decidimos organizar momentos musicais com vários artistas da região à porta da farmácia. Posso concorrer com esta atividade ao Prémio Douro Criativo?

A atividade de farmácia não é uma atividade pertencente às áreas das Indústrias Criativas, no entanto tem sede na região NUTS III Douro (ver artigo 18.º do Regulamento do Prémio), por isso poderá sim concorrer ao Concurso 3 uma vez que se trata de uma empresa que incorporou a música (atividade pertencente às Indústrias Criativas) na sua atividade.

Candidaturas Submetidas
As candidaturas decorreram de 1 de Março a dia 30 de Abril, 2018
Consulta o regulamento aqui >
Top
Criar Registo
< Voltar
Recuperar Password
< Voltar